Semana na COP26 é marcada por metas ambientais mais ousadas

A primeira semana da 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP26), em Glasgow, na Escócia, foi marcada pela promessa de metas mais ousadas de redução de emissões.

No evento, países e empresas também se comprometeram em reduzir o calendário e agiram mais rápido contra os causadores dos efeitos climáticos.

Na cobertura em Glasgow, o diretor de Conteúdo do Canal Rural, Giovani Ferreira, citou o Brasil como exemplo.

Na COP26, o país disse que vai aumentar a meta de redução de gases poluentes de 43% para 50% até 2030. O Brasil havia apresentado inicialmente uma meta de redução das emissões em 37% até 2025 e 43% até 2030, usando como base o ano de 2005.

O governo brasileiro também anunciou que vai antecipar a meta de zerar o desmatamento ilegal de 2030 para 2028, e alcançar uma redução de 50% até 2027.

“Muitos países estão antecipando metas de descarbonização. O Brasil é um exemplo, aumentou as metas e reduziu o tempo. O grande desafio é como fazer isso, não apenas do Brasil, mas do mundo”, disse Giovani Ferreira.

Participação da Juventude
A equipe do Canal Rural também destacou a participação de jovens no evento, que continua até a próxima sexta-feira, 12.

“Essa participação tem muito a ver com a nova geração do agronegócio no Brasil, onde a sustentabilidade deixou de ser uma opção e virou uma condição para trabalhar na atividade. É muito importante ver isso em discussão. O futuro do agronegócio é sustentável”, destacou Ferreira.

#COP26

You May Also Like